Por que o cabelo cai depois da cirurgia bariátrica?

Ouvi isso de uma amiga uma vez:

"Depois da bariátrica, perdi peso, cabelo e bunda."


A bunda a gente não pode te ajudar, mas o cabelo... Vem que eu te explico!

Fora a ansiedade e o estresse natural de uma cirurgia e todos os fatores envolvidos, é sabido que as técnicas de cirurgia bariátrica comprometem consideravelmente a absorção de nutrientes, e diversos estudos comprovam a necessidade de suplementar durante toda a vida dos mesmos nutrientes.


Entre eles, os que estão diretamente ligados a saúde capilar são: Zinco, vitaminas B1, B12 e as vitaminas lipossolúveis A, E, K.


Isso pode ocorrer, por exemplo, pelos seguintes aspectos:


  • Uma dieta com baixo consumo de proteínas que são fontes de minerais (como o zinco);

  • A deficiência em Vitamina B1 (Tiamina) pode ocorrer principalmente em razão de três fatores: ingestão alimentar reduzidas, presença frequente de vômitos (são frequentes os episódios de vômitos durante os primeiros meses após a cirurgia) e má absorção;

  • Com relação à Vitamina B12, a deficiência pode ocorrer em razão da menor secreção de ácido clorídrico pelo estômago, o que prejudica a digestão da vitamina ligada a proteína alimentar. Há uma redução importante na secreção do fator intrínseco pelas células parietais, o que interfere na absorção da vitamina.

  • As deficiências em vitaminas lipossolúveis podem ser muito comuns após a cirurgia bariátrica, que é resultada da redução na ingestão de alimentos fonte de vitamina A e de lipídios, bem como a má absorção. É importante destacar que o zinco é um elemento essencial à mobilização e o transporte de vitamina A, pois participa na síntese da proteína ligadora de retinol. Portanto, o estado nutricional relativo à vitamina A e zinco devem ser avaliados em conjunto.

As deficiências em Vitaminas E e K ocorrem por serem lipossolúveis e dependerem da presença de sais biliares para serem absorvidas.


Agora que compreendemos porque a perda de cabelo é uma "sequela da cirurgia bariátrica", vamos entender como a terapia capilar coopera na suspensão da queda excessiva e na homeostasia do sistema capilar.



Na terapia capilar esses nutrientes são ofertados ao bulbo capilar através de substâncias cosmecêuticas ou ativos naturais, por via trans-epidérmica. Além da remineralização e reposição de vitaminas, a terapia capilar utiliza eletroterapia e fototerapia para estimular as células, uma vez que o corpo em processo de cura poupa energia, disponibilizando a mesma para os órgãos vitais.


Então, curta esse novo post, essa nova vida, porque você tem a gente para cuidar do seu problema capilar!


REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

A, Lívia; et al. Cirurgia Bariátrica: como e por que suplementar. Artigo de Revisão Rev Assoc Med Bras 2011; 57(1):113-120. Disponível em:< http://www.scielo.br/pdf/ramb/v57n1/v57n1a25.pdf>. Acesso em: 10 dez. 2016.


A, Lívia.; et al. Deficiências Nutricionais após a cirurgia bariátrica, porque ocorrem ?. Artigo de Revisão. ACTA Med Port. 2011; 24(S4): 1021- 1028. Disponível em: <https://www.actamedicaportuguesa.com/revista/index.php/amp/article/viewFile/1564/1148>. Acesso em: 20 jan. 2017.

8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo