Queda de cabelo excessiva no pós-parto e na amamentação

Ter um filho, para a maioria das mulheres, é a maior realização da vida. 💕 Quando se tem aquele ser humaninho nos braços é algo que só quem passou pela experiência entende. 😍🤱


Mas como tudo na vida tem suas dificuldades, a queda de cabelos pós-parto é uma delas. Nem todas as mulheres terão essa queda, estudos mostram que apenas 20% das mulheres sofrem com o eflúvio telógeno.


〰️ Então se você é uma dessas sortudas 😅 vem comigo entender o que acontece!


No couro cabeludo normal, 90-95% dos fios de cabelos estão na fase de crescimento (chamada de anágena) e o restante 5-10%, na fase de queda (telógena). Durante a gestação, devido às alterações hormonais, cerca de 99% dos fios passam para a fase anágena, ou seja, os fios que estavam programados para cair ficam no couro cabeludo por mais tempo. 🤯 Os hormônios fazem com que os cabelos fiquem mais bonitos, pois não tem a perda de sangue mensal e as vitaminas são mais aproveitadas. 😉


No entanto, no puerpério é comum ocorrer a desregulação do ciclo capilar, levando a uma conversão prematura dos fios para a fase de queda. Isso porque depois do parto os hormônios da mulher voltam ao normal e ocorre uma mudança na fase dos cabelos, os fios que foram mantidos na fase anágena passam para a fase telógena.


Além do aumento da queda, a reposição capilar é lenta, pois o organismo está focado na recuperação pós-parto e na amamentação.


A queda de cabelo excessiva não acontece com todas as mães, como comentado acima, porque tudo depende da reserva metabólica da mulher. Se existe uma reserva nutricional muito boa, a tendência é ter uma queda de cabelo que nem precisa se preocupar. 😌


Porém, é mais comum as mulheres terem queda de cabelo porque a nossa reserva metabólica está muito menor do que antigamente. A nossa alimentação é muito deficiente, o nosso tempo de descanso é muito deficiente. 😥 A gente não tem uma reserva metabólica suficiente para quando o bebê nascer a gente não vir a ter queda de cabelo. Para se recuperar, o corpo vai tirar nutrientes do couro cabeludo para priorizar aquela região a ser recuperada. É uma queda de cabelo temporária, só enquanto o corpo precisa se recuperar. Depois que ele recupera, a tendência é o cabelo voltar a crescer normalmente. 😮‍💨



〰️ A amamentação influência na queda de cabelo?


A resposta para essa pergunta é sim! O corpo vai direcionar todos os esforços para aquilo que é mais importante: A alimentação do seu filho.


A verdade é que a produção de hormônio começa a regular por volta de 3 meses após o parto, demorando ainda mais para aquelas mulheres que fazem o aleitamento materno exclusivo, já que a prolactina, hormônio responsável pela produção de leite materno, acaba desregulando os níveis dos demais hormônios, o que pode resultar na queda de cabelo, fraqueza nas unhas, alterações na pele e nas mucosas. 🙃


Mães que prolongam o período de amamentação por mais de 6 meses, podem ter uma queda de cabelo por um período mais extenso. Precisam dar um reforço na alimentação para poder suprir essa necessidade de reserva metabólica.


Outro fator responsável pela queda dos cabelos é a ansiedade e o estresse comum nesse período. 😑 Como a reposição capilar é lenta, os fios podem sofrer uma diminuição considerável na espessura, ficando cada vez mais finos. Isso porque o ciclo capilar tem uma forte influência da produção de hormônios. Mas questões relacionadas a recuperação do parto, ao estresse da nova rotina, a privação de sono e a uma alimentação irregular da mulher também podem ser intensificadoras da queda capilar.


Agora que você já entende como funciona o seu organismo durante o pós-parto, 🤓 você também vai entender que a terapia capilar vai fornecer um grande auxílio nesse período.


Então vou citar 3 benefícios:


1️⃣ Fornece a energia e a nutrição via transdérmica, visto que o organismo da mãe está concentrando essa energia no filho.

2️⃣ É um momento de relaxamento o que coopera a diminuição do estresse.

3️⃣ No Centro de Saúde Capilar Hérika Salles os atendimentos são individuais, com hora marcada, e trabalhamos de domingo a domingo de 9h as 21h, proporcionando a mãe a possibilidade de se organizar e ter um momento só para ela.


Porque toda mãe é mulher e essa mulher precisa ser cuidada. 🌹


E nós estamos aqui pra cuidar de você mãe! 😉🤩

Curtiu? Nos deixe seu comentário! 😉

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo